WEBINAR - EDUCAÇÃO AMBIENTAL, PROGRAMAS DO MINISTÉRIO DO MEIO AMBIENTE, FORMAÇÃO DE COOPERATIVAS E TRABALHOS COM CONSÓRCIOS.

Fevereiro 22, 2021 COMUNICAÇÃO

Na manhã desta segunda-feira (22/02) o CONISUD participou de uma webinar com 3 diretrizes para a área de Meio Ambiente.

1º - A educação ambiental, na qual foi citado o Cadastro Ambiental Urbano – CAU que é uma ferramenta do Programa Cidades+Verdes, lançado pelo Ministério do Meio Ambiente – MMA, no âmbito da Agenda Nacional de Qualidade Ambiental Urbana. O CAU visa aprimorar a gestão e aumentar a quantidade e qualidade de áreas verdes nas cidades, melhorando, assim, a qualidade de vida das pessoas.

2º - Os programas do ministério do meio ambiente, onde o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade é responsável pelas Unidades de Conservação instituídas pela União, pela definição e aplicação de estratégias para a proteção de espécies ameaçadas, por dar apoio às RPPNS (Reservas Particulares do Patrimônio Natural), pela execução de políticas relativas ao uso de recursos naturais renováveis, incluindo aí o trabalho com as populações tradicionais que ali se encontram e relacionam com o ambiente; fomentar e executar programas relativos à sustentabilidade e educação ambiental; e promover e executar programas relativos às práticas ecoturísticas em Unidades de Conservação que permitam que tais atividades sejam executadas.
O SISPEA consiste em um método pedagógico e participativo, desenvolvido a partir da transferência de tecnologia social própria, fundamentada em pesquisas e práticas, que aplica a educação socioambiental nas escolas com foco nas comunidades, através da construção e multiplicação de ações práticas, que formem cidadãos e cidadãs conscientes e multiplicadores, promovendo a sensibilização, a reflexão e o diálogo.

O sistema objetiva a resolução de problemas socioeconômicos e ambientais locais, de forma participativa e autônoma, planejando ações com a gestão pública municipal para promoção das políticas públicas de saúde, educação, meio ambiente, infra estrutura e ação social, observando as legislações vigentes como a Política Nacional de Educação Ambiental o Programa Nacional de Educação Ambiental - ProNEA, e a PNRS - Política Nacional de Resíduos Sólidos, visando a sustentabilidade de procedimentos na promoção da melhoria da qualidade de vida por meio da conscientização socioambiental, cidadania e a mudança de hábitos.


3º - A formação de cooperativas e trabalhos com consórcios, o tema foi abordado por Adriano Santos, da Associação Nacional de Catadores - Sergipe, que destacou a importância da contratação das cooperativas de catadores como forma de ajudar a resolver o problema da destinação dos Resíduos Sólidos Urbanos. "A contratação das cooperativas pelo poder público, além de torná-las independentes e profissionalizadas, as tornam mais eficientes na gestão da política pública de RSU.

Leave a comment

Make sure you enter all the required information, indicated by an asterisk (*). HTML code is not allowed.