Em audiência EMTU anuncia 23 intervenções no transporte público da região

A audiência pública de transportes realizada pelo Consórcio Intermunicipal da Região Sudoeste (CONISUD) em parceria com a EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos), em 25/3, na cidade de Itapecerica da Serra, reuniu dezenas de moradores das cidades pertencentes ao Consórcio, fortalecendo a participação popular.

A câmara técnica de transporte e mobilidade urbana foi à primeira das câmaras temáticas a realizar uma audiência pública, comprovando que as Câmaras Técnicas do Conisud têm competência para discutir soluções para os problemas regionais, com qualquer órgão do Estado. O encontro foi marcado pela conquista de 23 intervenções a serem realizadas a curto prazo e mais 23 ações a serem realizadas a médio e longo prazo pela EMTU. Lideranças comunitárias, empresários e autoridades como o anfitrião Amarildo Gonçalves (Chuvisco), prefeito de Itapecerica da Serra, o prefeito de Embu das Artes e presidente do Conisud, Chico Brito, o prefeito de Embu-Guaçu, Clodoaldo Leite,  o prefeito de São Lourenço da Serra, Fernando Amed, os vice-prefeitos Natinha (Embu das Artes), Manoel do Posto (Embu-Guaçu) e Moises Cabrera (Cotia), vereadores das cidades de Embu das Artes, Embu-Guaçu e  Itapecerica da Serra e representantes da EMTU, participaram da reunião.

Na ocasião, o presidente do Conisud, Chico Brito, lembrou as manifestações que nortearam o país nos últimos meses e reafirmou o compromisso de aprimorar políticas públicas: “Nós gestores públicos e a sociedade civil organizada da nossa região não esquecemos as manifestações de junho do ano passado. O povo deu o recado. Não basta ter a política pública, é preciso melhorar a gestão da política pública. Por isso que nós prefeitos estivemos na EMTU e apresentamos algumas demandas, que incluem melhorias físicas, operacionais e tarifarias das linhas”.

Segundo o diretor de gestão operacional da EMTU, Evandro Luiz Losacco, as propostas apresentadas são fruto de uma discussão que vem sendo realizada ao longo dos últimos seis meses com a câmara temática do Consórcio: “As medidas visam melhorias na mobilidade da região, mas não acabam com o problema. São frutos de uma parceria importante, onde o Conisud traz, até nós, a demanda da região”.

Propostas EMTU

As propostas, apresentadas pela empresa responsável por gerenciar e fiscalizar o transporte público metropolitano do Estado de São Paulo, foram subdividas entre operacionais e estratégicas, por cidades e assuntos comuns e, também, em ações de implantação imediata e futura. Entre os principais tópicos estiveram:

Corredores preferenciais para ônibus - foram citados vários pontos, como os trechos entre Shopping Taboão-Morato, Itapecerica-Capão Redondo, Cotia- Raposo etc.

Restrição na av. Francisco Morato - algumas linhas que saíam de Embu das Artes e Taboão da Serra e passavam pela av. Francisco Morato, em São Paulo, sofreram restrição da Prefeitura local no ano passado. Pelo estudo do grupo, a ideia é que os ônibus voltem a trafegar pela Morato até a altura da rua Três Poderes, e posteriormente, continuem pela av. Eliseu de Almeida até o metrô Butantã, onde os passageiros poderão contar com um transporte gratuito (shuttle) até o metrô Clínicas.

Cartão Bom - proposta é aumentar postos de recarga e emissão do Cartão Bom na região.

Pontos de parada - reavaliar a distância e executar pintura e demarcação dos pontos de parada. Além disso, foi anunciada a instalação de 115 abrigos de paradas, que deverão aguardar a licitação para a execução.

Terminais - outra possibilidade discutida no plano é criação de infraestrutura de apoio em pontos estratégicos, a construção de 19 mini-terminais e de 4 pró-polos em pontos na região. Pró-polos são núcleos estruturados para a circulação, embarque e desembarque de passageiros com segurança, boa estrutura física e acessibilidade. Os recursos deverão ser provenientes do orçamento do Governo do Estado, o que deverá ser requerido junto à Casa Civil estadual.

Caucaia do Alto - uma intervenção junto à concessionária que atende os moradores de Caucaia deverá ocorrer para reduzir a tarifa de R$ 3,45 para R$ 2,60. O distrito hoje sofre com o fato do transporte coletivo ter que passar dentro de Vargem Grande Paulista para chegar à Cotia, cidade a qual pertence, o que encarece a tarifa para os trabalhadores.

Integrações - Jd. Pinheirinho: bairro é considerado estratégico para a EMTU, pois de lá seria possível fazer a integração para a cidade de Cotia e com o bairro paulistano de Pinheiros. Foi indicado também uma melhoria na sinalização num cruzamento perto do local, considerado de alto risco. Valo Velho (SP): seria outro ponto importante para a integração dos usuários dos municípios de Juquitiba, São Lourenço da Serra e Embu-Guaçu, que de lá se integrariam com destino ao metrô Capão Redondo. Para essas integrações, será necessária a implantação da estrutura física para a operação.

Comunicação - a EMTU pediu às Prefeituras a comunicação imediata das alterações viárias para a atualização constante no site da entidade.

População

Mais de 20 cidadãos fizeram uso da palavra para expor suas reivindicações em relação ao transporte público metropolitano. Entre as queixas mais recorrentes estão: acessibilidade, capacitação dos profissionais; integração com a menor tarifa, por meio de bilhete metropolitano; interligação com o metrô; aumento da frota de ônibus, principalmente nos horários de pico; criação de novas linhas; manutenção dos veículos que estão nas ruas, aumento da fiscalização e dos horários de circulação de algumas linhas e priorização dos usuários.

Evandro Losacco respondeu aos questionamentos afirmando que avanços já foram vistos em algumas áreas e, que problemas específicos deveriam ser encaminhados ao e-mail: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo. , para que fossem analisados individualmente.

Sobre a questão da acessibilidade, o diretor da EMTU garantiu que todos os ônibus em circulação deverão estar equipados com rampas de acesso até o final de 2014 e assegurou que a EMTU reforçará a cobrança de treinamentos dos funcionários para o manuseio do equipamento, das empresas que operam as linhas.

Losacco também argumentou sobre as dificuldades encontradas na gestão pública e afirmou que a melhoria do transporte só pode ser realizada com apoio da população: “Temos uma frota de 6 mil ônibus, a fiscalização dessa frota ocorre por demanda. A participação dos usuários com informações é fundamental. As reclamações e denúncias podem ser encaminhadas por canais como o site: www.emtu.sp.gov.br ou pelo telefone 0800 724 05 55”.

Encaminhamentos

Por determinação do presidente do Conisud, Chico Brito, ficou definido que a EMTU terá um prazo de 15 dias para apresentar o cronograma de ações de implementação imediatas ao Consórcio.

O prefeito de Embu das Artes também falou sobre a importância do diálogo entre as cidades  e sugeriu que todos os cidadãos que manifestaram suas reivindicações durante a audiência, componham um grupo de trabalho para acompanhar a execução das ações propostas pela EMTU: “Uma audiência pública só faz sentido se ouvirmos a população e tiramos encaminhamentos. Não existe solução isolada, o Consórcio é uma ferramenta importante para termos uma visão regional e buscarmos soluções conjuntas”.

Chico Brito também solicitou a participação da SPTrans nas próximas reuniões, o encaminhamento de questões de cunho estadual ao governador Geraldo Alckmin, e a elaboração de cronograma para implantação das ações de médio e longo prazo apresentadas pela empresa.

 



Galeria de Imagens

 

 

 

Cidades Consorciadas 
 
Revista do PPA Regional Participativo 

 

                    TV Conisud

 

 


 


 


Rua: Minas Gerais, Nº. 58 - Pq. Paraíso
Itapecerica da Serra - SP

Conisud


Equipe
E-mail: conisud@conisud.sp.gov.br
Telefone: (11)4385-0946


A reprodução do conteúdo deste site poderá ser feita desde que citada
a seguinte fonte: extraído do Portal do Conisud